1° Premio Nacional da Interoperabilidade

 

Objetivo

O Prêmio Nacional de Interoperabilidade destina-se a reconhecer a aplicação de software que melhor utiliza as tecnologias da Microsoft misturando-as com outras para conectar pessoas, dados ou diversos sistemas de uma nova forma. A capacidade de construir pontes técnicas e misturar tecnologias de diferentes fornecedores, incluindo software de código aberto e livre, tem grande valor no setor. A experiência que se ganha participando deste prêmio ajudará você e colegas de trabalho a desenvolver habilidades técnicas importantes que são altamente valorizadas no mercado de trabalho.

A Organização das Nações Unidas identificou alguns dos mais difíceis desafios do mundo de hoje, conhecidos como objetivos do milênio. Este ano utilizamos estes desafios ambiciosos como uma luz orientadora para inspirar e transformar o mundo.

O objetivo do prêmio é incentivar jovens desenvolvedores a desenvolver aplicações interoperáveis que enderecem tais desafios.


II – Participação

Os participantes deverão ser cidadãos brasileiros, residentes em território nacional e maiores de 16 anos. As equipes participantes poderão ser compostas de 1 a 4 participantes.

O concurso está aberto exclusivamente a estudantes matriculados em instituições de ensino reconhecidas pelo Ministério da Educação.

A participação no concurso não está vinculada a compra de nenhum tipo de produto ou ao pagamento de qualquer valor.

O concurso não está subordinado ou vinculado a qualquer modalidade de sorte ou jogo.


III – Submissão, prazos e critérios

O período de vigência do Prêmio Nacional de Interoperabilidade vai 24 de setembro de 2009 até o final do mês de abril de 2010 (dia a ser definido) e terá duas fases de julgamento.

Fase I – Qualificação

O prazo para a equipe submeter seu projeto começará às 00:01 do dia 24 de setembro de 2009 até as 23:59 do dia 5 de janeiro de 2010 (horário de Brasília).

A equipe participante deverá inscrever-se no site do concurso, submetendo os materiais descritos abaixo:

  • Formulário de inscrição com todos os campos obrigatórios preenchidos. Clique aqui para baixar o formulário
  • Link para um vídeo (destacado no formulário de inscrição) do tipo screencast de 3 a 5 minutos de extensão (em formato .wmv , tamanho máximo de 100 MB) demonstrando a solução. Voce pode fazê-lo com o Windows Media Player ou, se preferir, baixar uma versão de teste de um software para produzir screencast clicando aqui.
  • Código-fonte da solução, disponibilizado através do site http://www.codeplex.com, com acesso exclusivo ao usuário “premiointeropbrasil”, que será utilizado para a comprovação da originalidade da implementação.

O upload dos documentos acima deverá ser feito através do site http://www.premiointeropbrasil.com.br, com exceção dos códigos-fontes, até a data e hora limite dessa fase.

Cada participante poderá se inscrever em apenas uma equipe, e cada equipe poderá submeter apenas um projeto.

A inscrição implicará na prévia e integral concordância com as normas deste concurso.

A equipe participante receberá um e-mail de aviso de recebimento de seu projeto tão logo sua entrada seja verificada de acordo com as regras do concurso.

Todos os projetos submetidos e aprovados serão julgados por uma comissão julgadora composta de funcionários da Microsoft (apoiadora oficial do prêmio), da imprensa especializada e convidados (professores, profissionais da Indústria, etc) de acordo com os critérios definidos no decorrer deste documento.

Serão classificadas as 3 (três) melhores implementações que alcançarem as maiores notas médias nas planilhas de avaliação dos jurados nessa fase.

Os finalistas serão anunciados até o final do primeiro semestre de 2010 em data a ser definida.

Importante: não serão divulgados notas individuais e ranking das equipes.

Apenas as três melhores implementações serão anunciadas sem nenhuma ordem de classificação.

Conteúdo e requisitos técnicos

Além da inscrição e envio dos arquivos acima referidos, durante todas as fases do concurso, os projetos deverão atender aos seguintes conteúdos e requisitos técnicos:

  • Permitir o uso de um dispositivo móvel
  • Programar ou consumir um XML Web Service
  • Utilizar algum produto da família Visual Studio para desenvolvimento (Express, Standard, Professional ou Team System)
  • Além dos requisitos de tecnologia acima, a solução deve usar tecnologias (software e/ou serviços) da Microsoft e outros (incluindo software de fonte aberta e livre)
  • Incluir interoperabilidade em pelo menos 2 (duas) das seguintes áreas:

(Clique aqui para definições)

Observação: as tecnologias da Microsoft que você utilizar devem ser tecnologias disponibilizadas gratuitamente, ou numa base de avaliação gratuita (trial) ou livre pela empresa.

Os critérios de seleção dos projetos dessa fase serão:

  • Desenho Arquitetural (20%)
    • Bem pensado e usando protocolos padrão
    • O benefício de interoperabilidade deve fazer a uma parte intrínseca do desenho e desenvolvimento — não acidental
    • Arquitetura pode ser replicada em qualquer ambiente adequado
    • Projetado para ser conectável e com interoperabilidade futura (sem limite para futuras interações)
    • De uso gerais e suficientemente amplo para cobrir uma vasta gama de cenários
  • Inovação – quão inovador é o projeto? (30%)

    Exemplos incluem:

    • Formato de documento de Office Open XML (.docx, .xslx, .pptx)
    • FCartões de informação (sign–in único para múltiplos sites)
    • FWeb services (Java e .NET trabalhando em conjunto)
    • FServiços na nuvem tais como Windows Live, Google, Facebook e muito mais)
  • Interoperabilidade (20%)
    • Deve obedecer aos padrões abertos existentes
    • Deve ser dependente de várias plataformas
    • Deve trocar dados, mensagens e/ou protocolos com sistemas heterogêneos
    • Deve usar protocolos abertos existentes
    • Oferece suporte a vários dispositivos
    • Habilidade de atingir um balanço de 50% entre tecnologias Microsoft e de terceiros

    § O aplicativo web trabalhando com vários navegadores HTML não constitui uma conquista significativa de interoperabilidade

  • Impressão positiva (“coolness”) – 30%
    • Fator de impressão (“coolness factor”): altamente confiável, rápido desempenho, interface do usuário ou apresentação impressionantes
    • Utilização tecnologias emergentes e tendências
    • Utilização de rede ponto a ponto (Peer-to-peer networking) e redes sociais
Fase II – Final

Os finalistas deverão disponibilizar seus projetos (na versão final), dentro do site www.codeplex.com, para análise técnica até o final do mês de abril de 2010 em data a ser definida.

Até então ainda poderão continuar aperfeiçoando suas soluções.

Documentos que deverão ser submetidos na 2ª fase:

  • Executável com respectivo instalador
  • Documentação com eventuais detalhes técnicos para instalação
  • Código-fonte da solução, disponibilizado através do site http://www.codeplex.com, com acesso exclusivo ao usuário “premiointeropbrasil”, que será utilizado para a comprovação da originalidade da implementação.

As 3 (três) equipes finalistas apresentarão seus projetos para a comissão julgadora até o final do primeiro semestre de 2010 em data a ser definida.

A apresentação poderá ser presencial ou remota através de vídeo conferência, webcast, etc.

Caso a organização opte pela apresentação presencial dos projetos, oferecerá transporte, alimentação e hospedagem aos finalistas.

Os critérios de seleção dos projetos na segunda fase serão:

  • Desenho Arquitetural (10%)
    • Bem pensado e usando protocolos padrão
    • O benefício de interoperabilidade deve fazer a uma parte intrínseca do desenho e desenvolvimento — não acidental
    • Arquitetura pode ser replicada em qualquer ambiente adequado
    • Projetado para ser conectável e com interoperabilidade futura (sem limite para futuras interações)
    • De uso gerais e suficientemente amplo para cobrir uma vasta gama de cenários
  • Inovação – quão inovador é o projeto? (20%)

    Exemplos incluem:

    • Formato de documento de Office Open XML (.docx, .xslx, .pptx)
    • Cartões de informação (sign–in único para múltiplos sites)
    • Web services (Java e .NET trabalhando em conjunto)
    • Serviços na nuvem tais como Windows Live, Google, Facebook e muito mais)
  • Interoperabilidade (30%)
    • Deve obedecer aos padrões abertos existentes
    • Deve ser dependente de várias plataformas
    • Deve trocar dados, mensagens e/ou protocolos com sistemas heterogêneos
    • Deve usar protocolos abertos existentes
    • Oferece suporte a vários dispositivos
    • Habilidade de atingir um balanço de 50% entre tecnologias Microsoft e de terceiros

    § O aplicativo web trabalhando com vários navegadores HTML não constitui uma conquista significativa de interoperabilidade

  • Impressão positiva (“coolness”) – 20%
    • Fator de impressão (“coolness factor”): altamente confiável, desempenho rápido, interface do usuário ou apresentação impressionantes
    • Utilização tecnologias emergentes e tendências
    • Utilização de rede ponto a ponto (Peer-to-peer networking) e redes sociais
  • Apresentação (10%)
    • Como o time apresenta sua solução em frente ao publico
    • Demonstração da solução
    • Consistência e precisão nas respostas aos jurados

IV – Prêmios

1º lugar: 1 (um) Netbook marca Acer modelo AOD2560-1879 ou equipamento compatível, disponível na ocasião da final, para cada membro da equipe participante.

2ºs e 3ºs lugares: 1 (Um) kit desenvolvedor Microsoft para cada membro da equipe participante.


V – Divulgação dos resultados

Todos os resultados serão divulgados através do site http://www.premiointeropbrasil.com.br


VI – Direitos Autorais

O concurso Prêmio Nacional de Interoperabilidade está amparado pelas Leis nº 9.610 e nº 9.609, ambas de 19 de fevereiro de 1998.

A propriedade intelectual das implementações dos projetos é de propriedade exclusiva de seus autores.

Contudo, o participante desde já autoriza e concorda que a Senai e os apoiadores do prêmio poderão fazer uso institucional dos projetos, capturas de tela, trailers e imagem dos participantes.

Como o objetivo do prêmio é avançar o conhecimento do tema interoperabilidade, bem como incentivar o intercâmbio de conhecimentos sobre o assunto, os participantes concordam em compartilhar os códigos fontes de seus projetos através do site http://www.codeplex.com no momento da submissão para a primeira fase do concurso, disponibilizando-o para acesso e uso publico, de acordo com a política do portal CodePlex, na versão atual, em até 10 (dez) dias após o anuncio da equipe vencedora.


VII – Disposições gerais

Por se tratar de concurso de natureza artística e cultural, não se aplicam as disposições legais relativas à distribuição gratuita de prêmios mediante sorteio, vale-brinde ou concurso (Lei 5.768 de 20/12/71 e Decreto Lei 70.951 de 09/08/72).

Cada participante é responsável pela veracidade e integridade das informações fornecidas, bem como pela autenticidade dos projetos inscritos. No caso de projetos que contenham personagens, roteiros ou criações intelectuais de terceiros, é de responsabilidade de o participante obter as autorizações necessárias para sua utilização, sendo desclassificados os participantes que não cumprirem com tal regra.

Os casos omissos serão decididos pela Comissão Especializada de Julgamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s